quarta-feira, 30 de julho de 2014

IMPACTO EVANGELÍSTICO EM DIAMANTE PB.

De 16 a 30 de julho, estivemos em Diamante interior da Paraíba, mais precisamente no Vale do Piancó.

 Mais de 70 missionários envolvidos nesse trabalho, distribuímos mais de 200 cestas básicas, remédios, três toneladas de roupas e sapatos, Bíblias em CDs, e livros, visitamos mais de 25 sítios com uma média de 25 famílias, em Diamante e também em mais duas cidades ao redor de Diamante.

 Foram 15 dias de intenso trabalho, mas que valeu a pena, pois muitas famílias que vive em extrema miséria foram atendidas em suas necessidades primárias. Vários testemunhos foram relatados durante esse trabalho.  
TEATEMUNHOS: Eu e minha equipe, saímos para visitar dois sítios, eu ia para Matade Oitz, e a equipe da roberta para Roça Nova,segundo as informações eram dois sítios com aproximadamente umas 26 famílias em cada um, e erá um sítio junto ao outro, saímos com as doações para avisar as famílias virem buscar em um determinado lugar as doações.

 Mas por obra do Senhor, os sítios não eram tão perto assim, e me perdi tentando achar o caminho para Mata de Otiz, então decidi voltar e fazer o trabalho somente no sítio Roça Nova, avistei uma casa e parei para saber se permitiam que fizéssemos a distribuição das doações, ao lado desse lugar tem um casa de taipa, bem pequena e rustica, ali mora Maria e seu esposo, pessoas de uma certa idade, Maria foi visitada pela Rita e outra missionária, quando chegando a casa a Maria disse que quando viu a caminhonete passar, ela disse ao marido que se Deus quiser, eles vão voltar e vir aqui em casa. a Rita viu que Maria só tinha água, e sal em casa e nenhum grão para comer.

 A mulher parecia uma louca seu rosto horrível de inchado e sujo, um cabelo grosso de pó e piolho. Ela recebeu uma cesta farta, roupas, sapatos para ela e o marido e as meninas cortaram seu cabelo e pregaram o evangelho a esse casal, provisão divina.

 O que me impactou é que a estrada para o outro sítio, esta pouco a frente e decidimos atender esse lugar que teve famílias extremamente necessitadas.

 Outro testemunho foi no acampamento Lampião, dos sem terra, ninguém ainda havia visitado essas 28 famílias, assim que parei na porteira na estrada a 500 metros do acampamento, um homem se aproximou da caminhonete olhou no meu olho e disse ( estou muito necessitado vivo só aqui e não tenho nada para por no fogo para comer). 

Ninguém sabia que íamos a esse lugar. Fui visitar sua casa um casebre de barro, inacabado sem luz, água no mato, o homem nem sapato tinha para capinar seu pequeno terreno realmente a sua necessidade erá grande, mas recebeu cesta, sapato e roupas. 

 Temos muito testemunho, mas o que valeu é que pudemos distribuir o amor de Deus sua palavra salvadora e suprir um pouco as suas necessidades básicas.

 Foi um tempo preparado e direcionado por Deus, Obrigado Senhor Obrigado a todos que oraram por nós e contribuíram.