quinta-feira, 21 de junho de 2012

FALSA SEGURANÇA.

Ai dos que repousam em Sião e dos que estão seguros no monte de Samaria; que têm nome entre as primeiras nações, e aos quais vem a casa de Israel!Amós 6.1 


A segurança dos servos de Deus é real. Ainda que o maligno crie o mais complexo e audacioso plano para tentar derrotar um só dos filhos do Senhor, ele não conseguirá. Os que aceitam o convite de Jesus e vão a Ele não poderão ser retirados, de modo algum, das Suas mãos nem das mãos do Pai. Isso, porém, não significa que devemos ficar acomodados. Ele nos ordenou a vigiar e orar para que não entremos em tentação (Mt 26.41).


 A obra divina não é lugar de lazer, e sim de muito trabalho. O Pai e o Filho trabalham até agora, e quem for sábio também procurará trabalhar em prol do Reino de Deus. Sem dúvida, os que cruzarem os braços estarão fora da atenção do Altíssimo, pois Seu mover ininterrupto os levará a fazer algo por aqueles que estão em perigo eterno. Na obra de Deus, não há lugar para descanso.


 Aquele que repousa na semeadura da Palavra ou na colheita dos frutos é falto de juízo. A verdade é que não teremos outro tempo para fazer algo em favor do Reino dos Céus. Quem trabalha levando a preciosa semente, por toda a eternidade, desfrutará da divina recompensa (Sl 126.6). De fato, aqueles que dedicarem seu tempo ao Senhor serão recompensados por Ele no Grande Dia.


 Portanto, não desperdice seu precioso tempo em viagens, férias, lazer e naquilo que os pecadores acham normais. Temos uma missão a cumprir e, por isso, não devemos permitir que sejamos enganados com o falso descanso. O dia chegará quando entraremos no repouso do nosso Deus. Esforce-se para dar o máximo de si, pois Aquele que é fiel trará Consigo o prêmio para todos os que crerem nEle.


 O melhor que podemos fazer por nós mesmos não é procurarmos o descanso nem os prazeres que o mundo oferece, mas a glória de Deus. Nem mesmo toda a fama que alguém obtenha se compara àquilo que o servo fiel obterá das mãos do justo e verdadeiro Juiz (Rm 8.18). A nossa filosofia de vida deve ser a prescrita na Palavra de Deus.


 Se você tem sido abençoado a ponto de os demais membros da igreja o procurarem solicitando ajuda, não leve isso em conta. Seja sempre um servo do Senhor, pois a quem muito for dado muito mais lhe será pedido (Lc 12.48). Se você não for achado em falta, sua retribuição será plena. Lute para obter o que já lhe foi preparado!


 Um dia, o justo Senhor recompensará cada servo Seu, e, então, muitos se desesperarão pedindo misericórdia. Cristo nos ensinou que temos de nos esforçar para entrar pela porta estreita e seguir pelo caminho apertado, pois a porta larga conduz à perdição (Mt 7.13). Que você nunca dê o primeiro passo por esta porta é a minha oração.


RR Soares.