sexta-feira, 15 de abril de 2016

O Coração de Líder -

 O coração é a sede dos sentimentos do homem. Salomão nos ensina que devemos prioritariamente guardar o coração porque dele procedem as saídas da vida.

 Jesus disse que do coração é que originam os maus desígnios.

 Jeremias nos ensina que enganoso é o coração mais do que todas as coisas e desesperadamente corrupto. É impressionante a influência do coração nas decisões. Diz o Senhor que a boca fala do que está cheio o coração. Muitas vezes dizemos coisas ruins porque o nosso coração está doente.

 Como precisamos pedir ao Senhor que sonde e examine o nosso fraco coração! Devemos ter a coragem do salmista de reconhecer nossas mazelas e pedir ao Senhor que nos perdoe e nos cure (Sl 51). Devemos ter um coração saudável. Um coração centrado em Deus.

 Coração submisso e obediente. Manso e humilde. Sensível e encorajador. Misericordioso e amoroso. Ele deve ser firme nas decisões. Sensato nos relacionamentos. Que discerne bem no meio das circunstâncias difíceis. Um coração inclinado para os ensinos do Mestre.

 Um líder deve ter sempre um coração sincero, despido de quaisquer resquícios de hipocrisia e segundas intenções. Porque, na verdade, temos esta tendência. Jesus condenou veementemente a hipocrisia dos líderes judaicos.

 Devemos ser sempre transparentes não nos importando com as conseqüências. É mister que peçamos a Deus que guarde o nosso coração das más influências. Líderes como Sansão, Davi, Salomão e muitos outros reis de Israel não guardaram o seu coração. Foram contaminados pela sensualidade e pela idolatria. Erraram o alvo. Perderam o foco do Senhor e o brilho da sua liderança. Transformaram a comissão em omissão. Entristeceram o coração do Pai. Não deram testemunho do Senhor que os havia chamado com tanto amor. Foram, na verdade, ingratos. Não corresponderam às expectativas de Deus. 

 O nosso coração deve ser como o de Abraão, que deixou a sua terra para a terra que Deus havia determinado e ele foi uma benção para as nações; como José que preferiu ser preso a ceder para a sensualidade da esposa de Potifar e, assim, comprometer a sua fidelidade ao Senhor e o Seu plano; como Moisés que deixou os tesouros do Egito para servir ao Senhor na liderança do Seu povo; como o de Josué que levou o povo à terra prometida; como Neemias que recebeu de Deus a incumbência de reconstruir os muros de Jerusalém e o fez em 52 dias; e como o de Paulo que recebeu a ordem de Jesus de levar o Seu evangelho de Jerusalém (oriente) a Roma (ocidente). Cumpriu a missão com inteireza de coração. Coragem, determinação, amor e fé.

 A igreja precisa urgentemente de líderes absolutamente comprometidos com o Reino de Deus. Homens e mulheres que queiram, em Cristo, gastar suas vidas na proclamação do evangelho da graça. Que usem a sua profissão para testemunhar a sua fé em Cristo. Líderes santos que invistam suas vidas no treinamento de outras pessoas. Que sejam ornamento na igreja treinando pessoas para serem semelhantes a Jesus.

 O coração do líder deve estar no centro da vontade de Deus. Que a nossa missão principal seja a de falar de Cristo às pessoas sem preconceito, agindo com um coração acolhedor. Líderes cuja missão seja libertadora, impactadora e encorajadora. O foco do coração do líder é o Senhor. O mesmo Senhor tem prazer na obediência do Seu servo.

 O Reino de Deus necessita de homens e mulheres cujo coração seja totalmente do Senhor. “Porque, quanto ao Senhor, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dele” (2 Cr 16.9). Jesus é o nosso maior exemplo de alguém que tem o coração na Missão. Ele é nosso líder-servo que veio servir e dar a Sua vida em resgate de muitos (Mt 20.28). 

Ele tabernaculou entre nós em perfeita sintonia com o Pai. Todo o Seu ministério estava centrado na Missão do Pai. Jesus andava entre os pobres. No Seu coração não havia preconceito. Ele pregou o evangelho do Reino; ensinou o caráter do Pai e curou as enfermidades físicas e emocionais. Foi para a cruz com plena consciência de Missão. Morreu nos amando com um amor incomparável.

 A Sua vida foi um exemplo de obediência. Ele nos ensinou que o mais importante é buscar e salvar o homem perdido para que haja alegria no céu debaixo da glória de Deus.

 | Autor: Oswaldo Luiz Gomes Jacob